Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Revogação de procuração por medida cautelar de notificação judicial*

 

Fonte: www.jurisway.com.br

 

Certid√£o BR Assessoria

 

www.certidaosp.com.br

 

Exmo. Sr. Dr. Juiz de Direito da Comarca de ……………….

 

VICENTE LIMEIRA, brasileiro, casado, contador e sua mulher LURDES LIMEIRA, residentes e domiciliados nesta cidade, na Rua ………………………….., por seu procurador infra-escrito, quali¬≠ficado conforme procura√ß√£o junta, vem √† presen√ßa de V. Exa. para expor e ao final requerer o que segue:

1¬™ – Os outorgantes outorgaram procura√ß√£o a H√ČLIO BINS, em data de 00 de janeiro de 0000, conforme doc. junto, para o fim de vender, prometer vender, compromissar, hipotecar, ar¬≠rendar, alugar ou de qualquer forma alienar bens im√≥veis do casal e para praticar todos os demais atos que faz refer√™ncia o instrumento do mandato.

 

2a РOcorre que, em face de frequentes desentendimentos havidos entre os outorgantes e o outorgado, principalmente decorrentes da realização de vendas de bens do casal por preço muito abaixo dos vigentes no mercado imobiliário, além da negativa do outor­gado em prestar contas aos outorgantes, perderam estes a confi­ança que depositavam no outorgado, não lhes convindo mais man­ter em vigor os poderes outorgados na já mencionada procuração.

 

Isto posto, com fundamento nas normas vigentes,  requer:

 

I – a notifica√ß√£o de H√ČLIO BINS, da revoga√ß√£o do mandato que lhe havia sido outorgado pelos requerentes;

 

II – a notifica√ß√£o dos Srs. Tabeli√£es desta comarca, para que se abstenham, sob pena de responsabilidade, de lavrar qualquer es¬≠critura de compra e venda, de promessa de venda, de hipoteca ou de quaisquer outras transa√ß√Ķes que tenham por objeto o dom√≠nio e a posse de bens im√≥veis pertencentes ao casal;**

 

III - a notifica√ß√£o do titular do Cart√≥rio de Registro de Im√≥veis da l¬™ e 2¬™ Zonas, para que tamb√©m se abstenham de registrar quais¬≠quer transa√ß√Ķes que digam respeito aos bens im√≥veis do casal;

 

IV - a notificação de terceiros, para que se expeçam editais, a fim de que os mesmos não venham alegar desconhecimento da presen­te revogação.

 

Finalmente, realizadas e certificadas as notifica√ß√Ķes, publicados os editais, sejam os autos entregues aos requerentes, independen¬≠temente de traslado.

 

Dando √† causa o valor de R$ …………….

 

Nestes termos,

P. e E. deferimento.

 

………………………….. , ……. de ………………...de 000….

 

___________________________________

Advogado

 

**Se a procura√ß√£o tiver sido lavrada por instrumento p√ļblico, em cart√≥rio, tamb√©m deve ser requerida a notifica√ß√£o do titular do cart√≥rio a fim de que averbe a revoga√ß√£o da procura√ß√£o e somente expe√ßa certid√Ķes do mandato com a anota√ß√£o de que a mesma foi revogada.

Copyright© 2009 CartoriosBR - Design By Brtem